Carregando página Daksa Digital Strategy

Saiba o que é Growth-Driven Design e como ele vai ajudar em seu novo site - Parte 1

postado por Daniel Massoli
23/03/2017
Saiba o que é Growth-Driven Design e como ele vai ajudar em seu novo site - Parte 1

Growth-Driven Design

O processo de criação tradicional de um novo site para uma empresa, na maioria das vezes, é extremamente demorado, estressante e com custos substanciais. Os principais motivos são bastante simples. As empresas demoram muito para atualizarem seus sites e trabalham anos com sites defasados, o que torna o processo de criação de um novo site um projeto que parte do zero. Assim, elas evitam e prolongam a decisão para fugir dos gastos e também, por simplesmente não saber o que precisam em um novo site. O projeto de criação por sua vez é mais demorado por não existirem referências e dados relevantes a serem analisados, e é ainda mais prejudicado pela comum indecisão das empresas na aprovação de novos layouts e novo conteúdo ao vislumbrarem o novo e imenso mapa do site.

O Growth-Driven Design (GDD) é uma nova abordagem na construção de sites. Um método mais ágil, com menor custo e baseado em eficiência. Alguns autores definem o que chamam de “Os 3 Pilares do Growth-Driven Design” da seguinte forma:

 

  1. Minimizar os riscos associados ao design tradicional de sites

O método minimizar os riscos do processo tradicional através de uma abordagem sistemática que encurta o tempo de lançamento, concentrando-se no impacto real e no aprendizado e aperfeiçoamento contínuo.

  1. Aprender e aperfeiçoar continuamente

Estamos constantemente pesquisando, testando e aprendendo sobre nossos visitantes para melhorias no site. Através de melhorias contínuas, podemos aumentar desempenho, da geração de leads asem vendas.

  1. Aprender, informar o marketing e vender

O GDD é intimamente integrado ao marketing e às vendas. O que aprendemos sobre os visitantes ajuda a levar informações preciosas e melhorar o marketing e as estratégias de vendas. Assim como, o processo de venda e a análise dos resultados do departamento de marketing deverá guiar os novos ajustes em relação ao design e suas melhorias.

Como funciona o processo de Growth-Driven Design?

               
Podemos dividir o processo do GDD em duas fases: a fase de Estratégia, Definição de Metas e Lançamento (duração de um mês) e o Desenvolvimento Iterativo e Melhoria Contínua (que ocorre continuamente nos meses seguintes).

 

Fase 1: Estratégia / Definição de Metas e Wishlist / Lançamento

Elaboração da Estratégia

A primeira etapa é muito semelhante ao desenvolvimento tradicional, e também fundamental ao nosso processo, baseada na definições de metas, personas e análise/auditoria dos números do site/panorama atual.

Metas: Quais são os objetivos do novo site? O que estamos tentando alcançar? Isso já foi realizado anteriormente? Qual será o impacto no marketing da empresa ao alcançarmos nossos objetivos?

Personas: O desenvolvimento das personas é fundamental para guiar o processo. São elas que definirão os pontos críticos de layout e o cenário das atividades futuras.

Análise do site atual: É de suma importância a auditoria do desempenho do site atual e de forma quantitativa identificar os pontos positivos e negativos. Ao fazer isso, identifique onde o site deve melhorar, por onde os usuários estão chegando, como estão interagindo com ele e porque eles estão deixando o site.

Pesquisa sobre usuários: Use os dados do site atual para identificar e entender melhor seus usuários, quem eles são e o que podemos oferecer de melhor. Com isso poderemos confrontar e aperfeiçoar as personas desenvolvidas anteriormente. Por que os usuários vão até seu site? Qual proposta de valor você está oferecendo a eles? Em quais dispositivos eles estão acessando? Eles estão agindo conforme o esperado? Estão clicando no lugar correto?

Estratégias Globais e página-por-página: Aqui utilizamos os passos anteriores para desenvolver uma estratégia global e, mais importante ainda, desenvolver a cada página metas, personas e estratégias próprias buscando torna-las mais eficientes possíveis.

 

Wish List

A ideia aqui é gerar uma lista de tudo que você pensa que pode melhorar ou impactar de forma positiva seu site. Sua lista de desejos determina os itens de ação inicial a serem implementados no novo site e a lista flexível que mudará continuamente.

Essa lista deverá, preferencialmente, se iniciar com uma grande brainstorm da equipe. Sem se preocupar com os quesitos de custo, tempo e desenvolvimento (eles serão avaliados em um momento oportuno), tente anotar todas as ideias possíveis que são necessárias para atingir as metas levantadas no início do planejamento estratégico.

Algumas ideias para iniciar a lista é o levantamento das seções e páginas impactantes do website, quais são os ativos, ferramentas e recursos de marketing, quais recursos, módulos e funcionalidades específicas pretendemos implantar, os elementos de design e mudanças na experiência de usuário com base em dispositivos, país, etc.

 

Launchpad - Lançamento

No processo tradicional de web design lançamos o site no termino do processo. Em Growth Driven Design lançamos o quanto antes. Nesta fase, nós construímos e lançamos o que chamamos um "site de Launch Pad".  As atividades de projeto e as melhorias geradas pelo crescimento começam neste site do Launch Pad.

Não podemos ficar presos no perfeccionismo ou em análises extremas. Ninguém lança um site perfeito. No entanto, o seu lançamento rápido de um site básico melhora o seu site atual e dá um ponto de partida para melhorar continuamente.

O tamanho e a complexidade do site do Launch Pad variam dependendo do que você tem na sua Whishlist e que tipo de site estamos desenvolvendo. Encurte sua lista para 20% (análise 80/20) do original. Esse processo de seleção de prioridades da lista de desejos ajuda a iniciar rapidamente para que você possa continuar a aprender sobre seus usuários e melhorar o site.

 

Como executar uma análise 80/20 na sua lista de desejos

Na fase de listagem, compilamos uma longa lista de todos os itens de ação que gostaríamos idealmente de o site. Comece a classificar e priorizar esses itens de listagem para determinar quais itens de ação. A ideia agora é rever a lista com toda a sua equipe e identificar os 20% de itens que irão produzir 80 por cento do impacto e valor para os usuários do seu site.

Depois de identificar os 20 por cento dos itens mais importantes, separe-os e faça uma nova filtragem:

"Este é o Call-to-action adequado ...?" Ele é “imprescindível" ou é "bom ter"? - Se você responder "é bom ter", então ele vai voltar para o final da fila.

Em seguida, com os itens restantes se questione:

Isso é absolutamente necessário para o site inicial do Launch Pad, ou poderíamos introduzi-lo no site em dois ou três meses?

Limite seu foco. Os itens de ação “imprescindíveis e obrigatórios” fornecem o maior impacto e limitar a esses itens de ação central vai garantir um lançamento rápido.

 

Fase 2: O Ciclo do GDD – Desenvolvimento Iterativo e Melhoria Contínua

Aqui começa a fase de análise dos resultados, melhorias e novas publicações. Os detalhes para esse processo falaremos na PARTE 2 do nosso artigo.

Posts Relacionados