Carregando página Daksa Digital Strategy

Mercados B2B e B2C: entenda de uma vez qual a diferença nas estratégias de marketing.

postado por Renato Casteleti
06/07/2018
Mercados B2B e B2C: entenda de uma vez qual a diferença nas estratégias de marketing.

Você já ouviu falar nos termos “B2B” e “B2C”? Estes termos são usados para Business to Business (negócios para negócios) e Business to Consumer (negócios para o consumidor).

 

Há estratégias de marketing e relacionamento específicas para cada um destes setores, e a sua empresa precisa ficar atenta para dar o foco certo aos esforços da área de marketing para evitar contratempos e prejuízos.

 

Neste texto você irá entender quais as diferenças nessas duas abordagens.

 

B2B: Um mercado crescente e específico.

 

Boa parte da economia brasileira é formada por empresas de produtos e serviços com foco nas necessidades de outras empresas, especialmente na área de logística, consultoria, administração, TI, entre outros.

 

Assim, uma empresa B2B oferece um produto ou serviço específico para um nicho que já está muito bem familiarizado com a área de atuação do negócio.

 

Estratégia ideal para B2B

 

Quer um exemplo de como funciona? Um hospital sabe muito bem sobre do que se trata instrumentos hospitalares e médicos. Por isso, o relacionamento e o marketing em uma empresa B2B devem apostar na linguagem técnica, mas sem nunca se esquecer da brevidade e da precisão que uma mensagem precisa passar.

 

Da mesma forma, a empresa B2B também não deve se esquecer do público consumidor em geral. Vale a pena ter uma boa reputação diante do “consumidor comum”, pois isso aumenta o engajamento dos possíveis clientes e também facilita o acesso da sua empresa.

 

Vale lembrar que, por ser B2B, a tendência é que o público alvo de suas campanhas seja bem mais restrito. Por isso, use a internet e mesmo a atuação de representantes comerciais para atingir diretamente a este público, diminuindo assim o custo por venda.

 

 

B2C: Conquistar o cliente de forma integral.

 

Quando oferecemos um produto ou serviço para um consumidor final, precisamos lembrar que esta é a última etapa do processo comercial: a negociação com um cliente.

 

A linguagem ainda pode ser específica, uma vez que mesmo o setor B2C opera com públicos restritos, mas aqui vale um relacionamento mais flexível e um marketing com mais possibilidades de interação entre clientes e empresa.

 

Como trabalhar com B2C.

 

Usar as redes sociais é algo imprescindível neste sentido, publicando conteúdos de relevância e cativando o cliente através de interações diretas nas mídias digitais, com curtidas, comentários e compartilhamentos.

 

Estar no setor B2C significa estar no dia a dia das pessoas. Por isso, as campanhas de marketing e relacionamento também podem se pautar nessa noção de cotidiano, o que também auxilia no processo de captação de mídia espontânea nos jornais e outros veículos de comunicação.

 

 

Certamente é possível compartilhar ferramentas que podem ser úteis para ambos os setores. O funil de vendas, por exemplo, é uma boa referência tanto para o setor B2B como B2C.

 

Ter notícias da marca publicadas na imprensa de forma orgânica e favorável também traz grande retorno, independentemente do setor onde se está. A grande especificidade de cada área é o pitch que os esforços devem adotar.

Posts Relacionados