Carregando página Daksa Digital Strategy
60% Complete (warning)

BLOG

Como o produtor rural pode se beneficiar das redes sociais?

postado por Luciana Teixeira
14/09/2018
Como o produtor rural pode se beneficiar das redes sociais?

Mais da metade da população – cerca de 116 milhões de pessoas, segundo o IBGE – já navegam quase diariamente na internet. Nesse cenário, é preciso saber como o produtor rural pode ser beneficiar das redes sociais.

 

Apenas no Facebook, segundo dados da própria organização, são 102 milhões de brasileiros conectados à rede social americana. No Youtube são 90 milhões, enquanto o Instagram conta com 50 milhões de perfis.

 

Exposição da marca

 

O primeiro ponto que precisamos destacar em como o produtor rural pode se beneficiar das redes sociais é a exposição da marca. Ou seja: através dessas plataformas digitais você apresentará seu produto e/ou serviço com um alcance muito grande, atingindo milhões de pessoas – ou, se preferir, o público de milhares de usuários da região onde atua.

 

No Facebook, por exemplo: é possível fazer publicações com textos curtos, junto a vídeos e/ou fotos. É importante que o conteúdo seja autoral, criativo e engaje as pessoas a compartilharem, curtirem e comentarem, expondo ainda mais a sua marca a outros usuários da rede social.

 

Desta forma, o marketing de conteúdo se torna um poderoso aliado para o produtor rural. Nas redes sociais é possível direcionar suas ações para o público específico e escolher a plataforma correta, ampliando o alcance e o engajamento.

 

 

Dicas para a utilização das redes sociais

 

Além do exemplo que citamos com o Facebook, é importante destacar outras formas de utilizar essas plataformas e entender como o produtor rural pode se beneficiar das redes sociais de forma prática.

 

- Público-alvo. Delimite seu público-alvo. Isso contribui para que você possa alcançar os usuários certos, gerando mais compartilhamentos, curtidas, comentários e engajamento. Além disso, permite que sua marca seja exposta na região onde quer alcançar.

 

- Apresente conteúdos. O marketing de conteúdo tem esse nome pela possibilidade de trazer informações, dicas, dados, notícias e outras formas de atrair o público. Por isso, apresente conteúdos para que as pessoas possam entender sua marca como referência no seu segmento de atuação.

 

- Tenha presença. Aproveite ao máximo o que o Facebook, Instagram, Pinterest, Youtube, LinkedIn, Twitter e outras mídias sociais oferecem. Cada público nas variadas redes se comporta de uma maneira diferente – e é possível engajar todos eles.

 

Um ambiente que cresce a cada dia

 

Não à toa, segundo dados da pesquisa da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA), realizada em 2017, as mídias sociais – microblogs, audiovisuais, redes sociais, blogs, etc. – aparecem na segunda colocação em investimento publicitário do agronegócio.

 

Para elucidar essa importância, recorremos às principais empresas do ramo e sua atuação nas redes sociais. A BRF, para citar a maior organização nacional do setor, conta com mais de 85 mil curtidas no Facebook, 1.2 mil inscritos no Youtube e 13.7 mil seguidores no Twitter. A empresa utiliza as mídias sociais para a divulgação de informes, materiais autorais e institucionais.

 

O grande destaque fica pelo trabalho de marketing de conteúdo da paranaense Coamo no Facebook: com 340 mil curtidas, a página dá dicas sobre alimentação, disponibiliza receitas em vídeos, além de uma forte interação com o público nos comentários. Assim, tornou-se a maior empresa do Brasil com presença digital.

 

 

Investir nas redes sociais é algo que cresce a cada dia no setor do agronegócio. Entender como você pode se beneficiar das redes sociais traz um diferencial competitivo para sua produção rural.

 

Por isso, busque referencias no setor de marketing de conteúdo – como a Daksa, que pode ajudar a gerir suas redes sociais e torná-lo destaque na sua área de atuação.

Posts Relacionados